X

QUERO AGENDAR

VOCÊ DESEJA AGENDAR:
EXAME CONSULTA

NOVIDADES

  • Conheça o procedimento de Eco-endoscopia

    Combinando endoscopia e ecografia de alta resolução, a eco-endoscopia, ou ultra-sonografia endoscópica permite a visualização dos órgãos perto do esôfago (mediastino, câmaras cardíacas, vasos, linfonodos), do estômago (baço, pâncreas, fígado, vasos abdominais, glândulas suprarrenais, rins), do duodeno (pâncreas, vesícula, vias biliares) e do intestino (vasos peri-retais, órgãos genitais femininos e masculinos, gânglios).
    Para realizar este exame utiliza-se o ecoendoscópio, que é fino e flexível, além de ser equipado com uma sonda (transdutor) de ecografia em miniatura que se encontra acoplada à extremidade do aparelho, e que permite a realização de ecografia no interior do tubo digestivo. Dessa forma é possível avaliar toda a espessura da parede dos segmentos digestivos percorridos pelo ecoendoscópio e ainda algumas estruturas vizinhas.
    Como vantagem em relação a outros exames, também permite colher, de forma indolor, fragmentos de tecido (biópsia) e introduzir ou retirar ar, fluídos e instrumentos necessários para os procedimentos que possam ter que ser realizados. As imagens simultâneas de ecografia e visão endoscópica também se incluem na lista de vantagens.
    Este tipo de exame é indicado para avaliar o estadiamento de tumores do aparelho digestivo, a avaliação de lesões subepiteliais da parede do tubo digestivo e a avaliação de doenças biliares e pancreáticas. Ao solicitar o exame, o médico fornecerá todas as informações necessárias para a preparação do paciente, como jejum e outros.
    Existem dois tipos de eco-endoscopia: na Eco-endoscopia Digestiva Alta, o paciente recebe o ecoendoscópio via oral e uma cânula nasal irá fornecer oxigénio durante o exame. Após a sedação inicial, o médico irá fazer passar o ecoendoscópio pela boca, esófago e estômago, progredindo até ao duodeno. O ecoendoscópio não interfere com a respiração. Já a A Eco-endoscopia Digestiva Baixa pode ser executada sem a administração de qualquer medicação prévia, variando conforme indicação médica. No entanto, poderá ser administrado algum sedativo no caso de se tratar de um exame prolongado ou se o exame implicar que se percorra com o ecoendoscópio uma distância significativa no cólon. 


    Deixe um comentário:

    *O e-mail não será publicado

TRABALHE CONOSCO