X

QUERO AGENDAR

VOCÊ DESEJA AGENDAR:
EXAME CONSULTA

NOVIDADES

  • Entenda como congelar alimentos e manter as nutrientes

     

    O processo de congelar alimentos é muito fácil. Seja em refeições com quantidades maiores do que a do consumo imediato ou até mesmo para facilitar o dia a dia com preparo de alimentos. Mas para garantir que todos os nutrientes dos alimentos sejam mantidos durante e depois do congelamento, é necessário tomar alguns cuidados.

    Existem alguns alimentos que não devem ser congelados, pois perdem todas suas características de sabor e textura, como maionese, saladas, gelatinas, pudins, batatas e ovos cozidos. Em média, os alimentos podem permanecer até três meses no congelador. Um tempo acima desse não é recomendado.

    Como congelar

    Nada de colocar os alimentos diretamente no congelador. Antes disso, certifique-se de deixá-lo na geladeira por um período. O ideal é dividir em potes ou vasilhas, esperar esfriar, colocar na geladeira e só então no congelador. Além disso, os alimentos que vão ser congelados devem levar temperos leves, também não devem ser excessivamente cozidos, pois o processo de congelamento tende a amaciar mais os alimentos.

    Na hora de escolher as embalagens, cuide para que sejam à prova d’água e com o mínimo de ar possível, de preferência a vácuo. Uma vez descongelado, o alimento não pode voltar ao freezer, exceto no caso de um produto cru que venha a ser transformado em receita.

    Para congelar vegetais, a dica é o branqueamento, processo que cozinha rapidamente o alimento (em torno de 4 minutos). Assim  você evita maiores perdas de vitamina. Mas é importante lembrar que as verduras não devem ser congeladas. As ervas podem ser congeladas, mas depois de saírem do freezer, devem ir direto para o cozimento.

    No caso das carnes, é ideal que ela esteja fresca. A carne que já tenha sido congelada crua, só pode ser recongelada sob forma de prato pronto. Não se deve lavar, nem temperar a carne a ser congelada, apenas tire os ossos e seu excesso de gordura. A melhor embalagem para manter os nutrientes é o saco plástico ou de papel aderente, pois as folhas de alumínio são difíceis de soltar da carne e podem ressecá-la.

TRABALHE CONOSCO